Puta que pariu, Clodovil!

Clodovil... um homem polêmico... um homem barraqueiro... um homem sincero.
Muitas pessoas (para não dizer a maioria - e, entre elas, deputados) não eram exatamente seus fãs. Durante toda a sua vida, Clodovil sofreu críticas por "ser" escandaloso, por ser homossexual, por falar "sem pensar".
Na minha opinião, acho que se a frase "sem medo de ser feliz" se aplica alguém, é à ele. Clodovil falava o que vinha à sua cabeça, não tinha medo de ofender ninguém (e ofendia! "Eu tenho culpa que ela nasceu feia, gente?!" - bate-boca com a deputada Cida Diogo, em 2007).
Acho que o Brasil precisa de mais pessoas assim, que falem a verdade, que consigam se erguer o suficiente para não temer processos e ameaças dos grandões lá de cima, que mandam nesse país.
Puta que pariu, Clodovil!
Tu merecia mais uns 30 anos de vida.

Curtam algumas frases famosas do homem que não tinha medo de falar:

— Eu não sei o que é decoro, com um barulho destes enquanto um deputado fala. Eu não sei o que é decoro, porque aqui parece um mercado! Nós representamos o país! Não entendo por que há tanto barulho enquanto um orador está falando. Nem na televisão, que é popular, fazem isso. (Primeiro discurso na Câmara dos Deputados, 2007)

— Será que precisamos de gravata ou de seriedade? (Folha de São Paulo, 2007)

— Dinheiro é uma questão de cada um de nós. Eu só consigo viver no meio da beleza. (Sobre a reforma do gabinete, 2007)

— É claro que vou precisar de apoio, porque sozinho a gente não consegue nem se masturbar - tem de pensar em alguém. (Folha de São Paulo, 2006 )

— Não tenho medo de ninguém. Sou feito cachorrinho. Passa a mão nas minhas costas que eu já abano o rabo. (Em visita ao Congresso, 2006)

— Evidente que foi (armado o ataque contra as torres gêmeas) pelos próprios americanos, não seja idiota, é como o holocausto, você acha que não tinha nenhum judeu manipulando isso por debaixo do pano? (Em entrevista à Rádio Tupi, 2006)

— Se você não votou em mim, não pode me cobrar nada. Eu vou fazer do jeito que eu sei. Eu não sou político de profissão. (Em reunião de deputados eleitos e empresários na Fiesp, 2006)

— Fala para ele que na próxima eleição, quando me candidatar de novo, vou fazer o possível para ter menos votos para ele não implicar comigo. Se eu pudesse, dava meus votos para ele não ficar tão triste, mas não posso fazer isso. (Em resposta à critica feita pelo tucano Walter Feldman, 2006)


[FONTE: ClicRBS]
Marcadores: , , edit post
6 Responses
  1. Bruna Says:

    Bah..

    eu não tenho nada contra ele ser gay..

    mas barraqueiro sim..vai pra pqp!!

    sei lá meu...não gosto de gente assim!!!!!
    =/


  2. esse cara realmente foi um critico do caralho (como costumo dizer), uma pessoa realmente polêmica, tenho uma curiosidade de como ele realmente seria cara a cara, que Deus o tenha :), como vc está querida, tem tempo que não venho aqui, adorei seu post da esposa de aluguel asdhuashudashudasdsa, vou entrar nessa vida :x

    beijao


  3. você sabe que no seu blogger eu nunca vou deixar de voltar :), me sinto como se fosse da casa já :x


  4. O Profeta Says:

    A palavra é semente
    Que floresce na luz de cada alma e enternece
    Às vezes é doce veneno
    Às vezes taça de cidra que o peito aquece

    Ser Poeta é tanto, tão pouco
    É transformar em crentes os ateus
    É domar todas as tempestades da alma
    É estar mais perto de Deus


    Mágico beijo


  5. Deni Says:

    tadim do clô....
    mas a morte faz parte da vida
    e parecia q ele estava esperando isso!..


    BRIGADO PELOS PARABENS..
    23 ANOS..ESTOUVÉIO.
    DÁ UMA CHEGADINHA NO MEU BRÓGUI Q TA ATUALIZADO [PRA VARIAR]
    E PRECISO DA SUA "MANIFESTAÇÃO"...

    www.bagageirodocurioso.spaceblog.com.br

    ÓTIMA QUINTA [QUASE FDS] E GRANDE ABRAÇO!


  6. Dennis Mag Says:

    Era genuíno, intenso e absoluto o Clodovil, ele vai p/ o céu pq o diabo não iria suportá-lo.


Postar um comentário

Comenta, vai!