...Só com diploma!
Naquela manhã, 80 mil trabalhadores levantaram de suas camas e não foram trabalhar. Naquela manhã, cidadãos do país inteiro estranharam; sentiram-se desesperados com a falta de notícias. Nenhum veículo de Comunicação publicava nada. Naquela manhã, 80 mil trabalhadores mobilizaram-se, pela defesa de um jornalismo melhor.

É claro que esta é uma história que não aconteceu.

Ontem à noite, O Supremo Tribunal Federal (STF) aprovou o recurso que abolia a obrigatoriedade do diploma de Jornalismo para exercer a profissão.

Talvez devêssemos ter nos mobilizado mais - a união faz a força, afinal. O fato é que, ao meu ver, o STF fez a maior besteira de todos os tempos. Desvalorizaram completamente universidades, professores, futuros profissionais e a essência da profissão.

Não, não é o fim do mundo. No entanto, quero só ver as repercussões que essa decisão estúpida vai causar. Espero, apenas, que a qualidade do jornalismo não seja prejudicada. Um jornalismo ruim faz uma sociedade ruim.

Para o inferno com o STF e as grandes corporações que, com certeza, foram a lenha, o fósforo e o querosene para incendiar essa enorme fogueira. Jornalista precisa de diploma SIM.
7 Responses
  1. lidi ;) Says:

    Concordo que essa decisão foi estúpida, assim como tantas outras que têm sido tomadas em nosso país. Às vezes tenho a impressão de que desejam uma regressão no Brasil, ao invés de irem em busca do seu crescimento. Minha principal preocupação também é essa: que a qualidade da informação não seja prejudicada e que a sociedade brasileira não sofra os reflexos que isso possa significar.

    Jornalista precisa de formação!Jornalista precisa de diploma.

    Beijo


  2. Raquel Says:

    Concordo contigo, Lidi. Às vezes, parece que querem que o país ande para trás, ao invés de evoluir. Talvez essa regressão seja positiva para alguns políticos e grandes corporações.

    =/

    Beijo!


  3. Fábio Vanzo Says:

    E lá vai o salário da tão sofrida categoria lá pro subsolo.


  4. João Rocha Says:

    O jornalista incomoda! Para o Supremo o mal tem que ser cortado pela raíz. Nossa raíz: o nosso conhecimento.

    Certamente, não é o fim do mundo! Mas além de perder espaço, corremos o risco de perdermos em credibilidade.

    O salário já era vergonhoso. Nosso sindicato, bom é melhor nem falar nada!


  5. RAQUEL, não se preocupe.

    As empresas continuarão a dar preferência a quem for jornalista diplomado,no entanto, segundo pensamento das grandes organizações, existia um garrote sindical em cima delas, cobrando-lhes diploma para todo mundo que escrevesse, ou enfim, exercesse atividade junto à mídia.

    O Sindicato dos jornalistas foi mais uma vez culpado, pois se o Pelé, ou o Lula, Ou o FHC , ou quem quer que fosse, tivesse uma coluna ou espaço, lá vinha o Sindicato e suas "exigências".

    Os donos das mídia ficaram de saco cheio destas cobranças e hoje, aboliu-se o diploma, mas as faculdades, não.

    Portanto...

    Outra coisa, eu participei ativamente da implantação da informática , no Brasil-face as minhas obrigações profisionais.

    Os professores , por onde íamos fazer palestras, juravam que perderiam o emprêgo, para o computador.

    E nós diziamos , que em vários países do mundo, isto não tinha acontecido.

    O mesmo eu lhe digo com relação
    ao diploma de jornalista.

    Pesquise o número de países nos quais ele não é necessário, e ficará assustada!!!

    Agora Raquel, o que a mídia brasileira necessita é de RENOVAÇÃO DOS SEUS QUADROS DE PROFISSIONAIS, pois ninguém mais
    aguenta,e por mais competentes que eles sejam , estas mesmas caras diariamente, repetindo-se, repetindo-se, repetindo-se....

    Por ano formam-se milhares
    de novos jornalistas, que não tem emprego, e nem podem ter,os caras são sempre os mesmos e não levantam da cadeira.

    Repito:RENOVAÇÃO IMEDIATA DAS CARAS.

    NINGUÉM AGUENTA MAIS, ESTA MESMICE!!!

    Fique tranquila, Raquel. Vai é melhorar para os novos jornalistas!


  6. Este comentário foi removido pelo autor.

  7. "Estão querendo transformar nosso páis, em uma democracia sem povo".
    Mais do que nunca essa frase tem valia. Como pode um poder que NÃO representa o povo, como é o Judiciário, tomar uma decisão como essa e demostrar a total falta de conhecimento do que é o Jornalismo.
    Lamentável.

    Raquel,
    depois da paulera de fim de semestre o meu blog está de volta e eu volto a fazer-lhe visitas freqüentes. Abraços.


Postar um comentário

Comenta, vai!