Linda e... absoluta?
Estava eu lendo as últimas postagens dos blogs que acompanho quando, de repente, no blog da Aline Rivas, me deparo com um ótimo post que me fez perceber o quanto o YouTube ajuda aquelas pessoas que fazem qualquer coisa para ter seus 15 minutos de fama.
O post era sobre uma garota chamada de Stefhany (aham, "fh" mesmo). Pelo que parece, é uma celebridade "recém-lançada" no estado do Piauí. Veja o por quê:





Não entendeu? Pois é. Nem eu.
O clipe em questão é uma mistura de pop, um estranho ritmo "aforrozado" de background e uma tentativa frustrada de imitar as coreografias da Beyoncé.
Sabem, pessoas que fazem isso para auto-promoção realmente me deixam irritada e intrigada, ao mesmo tempo. Imagino toda a "produção" a que ela se submeteu. E acreditem, até site a bonita tem. No setor que fala sobre sua história, lê-se "Bastante versátil e afinada, a cantora Stefhany representa o que há de melhor na música hoje em dia. Simpatia, talento e originalidade. Essas são as marcas registradas da nova revelação da música."
O que há de melhor na música hoje em dia? Pelo amor dos verdadeiros cantores desse país, espero que não. Sei que sou jovem e tenho muito a ver por esse nosso mundo. Mas já vi bastante coisa e devo dizer: o Brasil me surpreende cada vez mais.
Stefhany... uma mulher linda e absoluta, segundo sua última música. "Pra se apaixonar", segundo seu slogan. E um desperdício de talento, na minha opinião. Acho que ela tem um timbre bonito.
Mas ela está conseguindo exatamente o que queria: visibilidade. O YouTube é poderoso. Não quero nem ver qual é o número de pessoas que andam discutindo os vídeos dela. E os comentários passam da contagem de 1000.
E o mais triste é que tem gente que dá suporte a esse tipo de auto-exposição. Além do já mencionado site, ela tem uma seção só dela no site Letras.com.br, com 3 de seus maiores sucessos.
Como disse D. Ramirez em um dos comentários na postagem de Aline, se tiver mais produção, ela sai do agreste direto pro Brasil.
Quem sabe a veremos no Faustão, daqui a alguns meses?


Para mais exemplificações do quão fundo as pessoas ainda escavam quando chegam ao fundo do poço, acesse http://stefhanylevaeu.com.br e http://www.youtube.com/results?search_type=&search_query=stefhany&aq=f.
8 Responses
  1. Alice Says:
    Este comentário foi removido pelo autor.

  2. Alice Says:

    Oi, Rachelzita!!! Hummm!!! Fiquei com dúvidas se deveria ir no YouTube, pois acho que acaba aumentando a audiência da moça. Será que a audiência é formada majoritariamente por aqueles que vão conferir criticamente... Que fazer?!? Fiquei muiiiito curiosa. Acho que vou decidir no cara-ou-coroa. Hehehe... Bj :)


  3. Alice Says:

    Oi, Raquel! Deu "cara"... Ver a bonita no YouTube. Uau!!! Tinha 267.440 exibições, quando entrei. E como quem entra na chuva, fui até o site da "absoluta". Incrível. Bj : )


  4. Aline Says:

    Obrigada pelas referências aí no post! Eu também fiquei me perguntando mil coisas, mas resolvi dar risada. Agora a menina chegou até a página principal do G1! Logo mais ela vai pro Faustão, com certeza. Mas eu mantenho a minha opinião que quando tirarem o fator "breguisse" e "tosquisse" dela, acabou a graça e o sucesso dela!


  5. Eu tenho visto com cada "talento" no Youtube, ai jesus!!!

    Beijo meu ♥,

    A Elite


  6. João Rocha Says:

    kkk... o que é ridículo vende! Como pode? Não sei, só sei que é triste!


  7. Nicole Says:

    "eu sou lindaaa-a... absoluta!" que espécie de letra é essa? aoeaopiheoiah ahh, claro, é o hit do mais novo sucesso brasileiro. estamos beeem de sucessos, hein? ôooh :D


  8. Cadinho RoCo Says:

    Precisamos de deixar algumas coisas claras e bem claras. Para ir ao Faustão basta pagar pelo acesso. E assim é com tudo na televisão. A moça oode até cantar bem, mas sua artificialidade está estampada em cada segundo da gravação. Aí é que está o grande problema, porque uma coisa é fazer música a outra é usufruir dela. Mas tem gente que paga caro e muito caro para promover o que está bem explícito na gravação.
    Cadinho RoCo


Postar um comentário

Comenta, vai!